Home Brusque Marcílio necessita de milagre para chegar à final do Catarinense

Marcílio necessita de milagre para chegar à final do Catarinense

Fora de casa, Marinheiro tem que vencer a Chapecoense por quatro ou mais gols de diferença

por Luiz Mendes
0

Após sofrer goleada jogando na cidade de Itajaí, o Marcílio Dias tem uma missão muito difícil nesta quarta-feira (19). Jogando na Arena Condá, a equipe precisa vencer a Chapecoense por quatro ou mais gols de diferença para garantir vaga na tão sonhada final do Campeonato Catarinense. A bola rola a partir das 15h30 na cidade do Oeste.

Como vem o Marinheiro
O time do Vale terminou a preparação com um treino na manhã da última terça-feira (18) no CT Água Amarela, da Chapecoense. Depois de 21 anos a equipe de Itajaí conseguiu voltar à semifinal do Campeonato Estadual e agora necessita de um milagre para chegar ainda mais longe na competição.

O Rubro-Anil terá os retornos do atacante David Batista e do volante Luiz Meneses para duelo diante da equipe do Oeste. Os dois cumpriram suspensão no último domingo (16), e estão à disposição do técnico Teco para o jogo de volta, em Chapecó. O treinador, porém, não poderá contar com o meia Gustavo Henrique, que recebeu o terceiro cartão amarelo.

Marinheiro foi goleado pela Chapecoense no jogo de ida das semifinais do Campeonato Catarinense – Foto: Bruno Golembiewski/CNMD

Como vem a Chape
A Chapecoense tem um desfalque confirmado para a partida. O zagueiro Derlan recebeu o terceiro amarelo no jogo de ida e está suspenso. Por outro lado, Laércio volta a ficar à disposição depois de cumprir suspensão e deve assumir a vaga na defesa do Verdão do Oeste.

O meia Ravanelli, que ficou de fora no último domingo (16), após apresentar quadro gripal, será submetido a um exame para identificar se possui Covid-19. Caso o teste resulte negativo, estará à disposição do técnico Mozart. Já o volante Alan Santos, com entorse no joelho direito, segue fora.

Chape pode perder por até três gols que avança pela sexta vez consecutiva à final- Foto: Márcio Cunha/ACF

Jogo de ida
No primeiro duelo das semifinais da competição, o Marcílio Dias até começou bem a primeira etapa, e conseguiu empatar o jogo com gol do zagueiro Wallace. Já o segundo tempo, foi um verdadeiro filme de terror para a o time itajaiense. Com o ataque avassalador, a Chapecoense não tomou conhecimento do adversário e ampliou a vantagem para 4 a 1, deixando a situação do Marinheiro quase impossível de ser revertida.

>>Veja como foi a partida – Marcílio é goleado em casa pela Chape, que fica praticamente com os dois pés na final

Após a partida, o técnico do Marinheiro, Teco, comentou sobre o quão difícil será o próximo compromisso da equipe “Precisamos levantar a cabeça para representar bem a nossa instituição, nossa torcida. Fazer o nosso melhor nessa segunda partida de Chapecó, e tentar reverter uma situação que é bastante complicada”, ressaltou.

A final
Quem avançar no duelo de Chapecó enfrenta o classificado de Brusque e Avaí na final do campeonato. No jogo de ida, os times ficaram no empate sem gols na Ressacada. A partida de volta também está marcada para esta quarta (19), porém em horário diferente. No duelo na cidade do Vale, a bola rola a partir das 20h30, no estádio Augusto Bauer.