Home Campeonato Catarinense Marcílio Dias pede afastamento do árbitro que apitou jogo contra o Criciúma

Marcílio Dias pede afastamento do árbitro que apitou jogo contra o Criciúma

Rodrigo D’Alonso Ferreira teve arbitragem polêmica no último duelo do Marinheiro

por Luiz Mendes
0

O Clube Náutico Marcílio Dias protocolou o pedido de suspensão do árbitro Rodrigo D’Alonso Ferreira. A decisão ocorre diante da arbitragem muito contestada no último confronto contra o Criciúma, em jogo válido pela 8ª rodada do Campeonato Catarinense, em que as equipes empataram por 1 a 1. O duelo ocorreu no último domingo (4), no Estádio Doutor Hercílio Luz, em Itajaí. Além disso, o Clube sugere que o árbitro passe por curso de reciclagem ou aperfeiçoamento.

O documento foi encaminhado à Federação Catarinense de Futebol (FCF), por meio do departamento jurídico do Marinheiro, representado pelo vice-presidente Tarcisio Guedim. No ofício, o Clube se manifesta a respeito das decisões tomadas pelo árbitro no jogo diante do Tigre e entende que foi diretamente prejudicado pelos erros cometidos pelo árbitro. Com isso, o Marinheiro cobra punições severas ao profissional de arbitragem.

Juntando os lances registrados em vídeos e também matérias da imprensa catarinense que repercutiram os erros de D’Alonso, o Clube aponta lances envolvendo excessos de violência por parte dos jogadores do Criciúma e erros cruciais em momentos decisivos da partida.

Segundo o Marcílio Dias, entre os erros cometidos, dois principais deles resultam no gol de empate do adversário no segundo tempo. Aos 29 minutos, o lateral-esquerdo Fernando é agredido com uma joelhada e fica fora de campo para receber atendimento médico. Em seguida, aos 31 minutos, o atacante Franklin é pisado no pé e o lance segue, sem que tenha sido dada a falta, até sair o gol do Criciúma, enquanto o camisa 27 permanece caído. Importante destacar que Franklin não conseguiu continuar em campo e teve que ser substituído. Neste lance, D’Alonso estava posicionado a poucos metros do ocorrido e mesmo assim não assinalou a irregularidade.

“Estamos, ao longo de mais de um ano de pandemia, lutando diariamente para deixar salários de jogadores e demais funcionários em dia e manter o Clube de pé. Jamais aceitaremos calados ser prejudicados da maneira que fomos no último domingo, jogando dentro de nossa casa, e esperamos ser atendidos pela FCF”,  ressalta o Clube Náutico Marcílio Dias em Nota Oficial.

Foto: Bruno Golembiewski/CNMD