Home Futebol Retorno de público, disputas paralelas e necessidade de título. Confira como será a Copa SC 2021

Retorno de público, disputas paralelas e necessidade de título. Confira como será a Copa SC 2021

Torneio garante vaga na Copa do Brasil

por Matheus Deichmann
0

Segundo torneio de clubes mais importante de Santa Catarina, a Copa SC começa nesta próxima quarta-feira (15). Oito times disputam a competição em turno único e os quatro primeiros se classificam para as semifinais. São eles: Avaí, Caçador, Criciúma, Figueirense, Hercílio Luz, Joinville, Juventus e Marcílio Dias.

O torneio marcará o retorno ao público nos estádios após um ano e meio com restrições por conta da pandemia de Covid-19. Confira os detalhes.

Somente Caçador, Juventus, Hercílio e Marcílio estarão apenas na competição estadual, enquanto os outros quatro dividem o foco com o Campeonato Brasileiro das Série B, C e D.

Das oito equipes, só a dupla da capital possui situação favorável com relação a Copa do Brasil. O Avaí, por ser campeão estadual, já está garantido, enquanto o Figueira depende de uma leve combinação envolvendo times de outros estados para garantir a classificação via Ranking da CBF.

O atual campeão, Joinville, é a primeira equipe a entrar em campo, junto com o Caçador, no meio oeste catarinense. Às 15h desta quarta (15), os times se enfrentam o Estádio Carlos Alberto Costa Neves.

Confira como vem cada time:

Avaí

O Leão da Ilha é o time com o calendário mais apertado para a Copa SC. Além de estar brigando pelo acesso na Série B do Brasileirão, o Avaí está bem encaminhado na classificação às semifinais do Brasileirão de Aspirantes. Portanto, a Copa SC deve ser apenas o terceiro em nível de importância para a equipe da capital.

Foto: Leandro Boeira/AFC

Avaí na Copa SC:

1 título (1995).

Caçador

Rebaixado na Série B do Catarinense, o Caçador deposita todas as esperanças em uma boa campanha na Copinha. Apesar da difícil tarefa, o Tricolor do Contestado conta com a força de seu estádio para conseguir tirar pontos dos grandes.

Foto: Divulgação/CAC

O Caçador nunca foi campeão ou vice da Copa SC.

Criciúma

Com a iminente classificação à segunda fase da Série C, o Criciúma é outro que deve entrar com um time muito alternativo na Copinha. Vale lembrar que a equipe carvoeira foi rebaixada pela primeira vez no Campeonato Catarinense, em 2021.

Foto: Celso da Luz/CEC

Criciúma na Copa SC:

1 título (1993)
1 vice-campeonato (1998)

Figueirense

No ano de seu centenário, o Alvinegro do Estreito tem a Copinha como a salvação da temporada, caso não atinja a classificação na Série C, que está muito distante. Além de mais duas rodadas por disputar no Brasileirão, a equipe Aspirantes também tem calendário por mais duas semanas, o que pode dificultar a vida do Figueira em alguma das competições.

Foto: Patrick Floriani/FFC

Figueirense na Copa SC:

2 títulos (1990 e 96)
2 vice-campeonatos (1991 e 93)

Hercílio Luz

Time a mais tempo sem entrar em campo oficialmente, o Hercílio teve tempo para focar na preparação da Copinha, que deve servir para montar o time do Catarinense 2022. Em 2021, a equipe de Tubarão chegou a ficar entre os oito primeiros no Estadual, mas perdeu a vaga nas quartas por escalação de um jogador irregular, mesmo após já ter jogado e perdido para a Chapecoense no mata-mata.

Foto: Patrícia Amorim/HLFC

Hercílio Luz na Copa SC:

1 vice-campeonato (2018)

Joinville

Maior conhecedor da competição e atual campeão, o Joinville tem a difícil tarefa de dividir o foco com o mata-mata da Série D. Único time invicto nas quatro divisões do Campeonato Brasileiro, o JEC vai ao Rio de Janeiro para enfrentar o Bangu, neste fim de semana, após empatar o jogo de ida da segunda fase em 1 a 1. Vale lembrar que a equipe do norte precisa subir para disputar o Brasileirão 2022.

Foto: Divugação/FCF

Joinville na Copa SC:

5 títulos (maior campeão 2009, 11, 12, 13 e 20)
4 vice-campeonatos (mais vezes/1995, 2007, 08 e 10)

Juventus

Após cair na primeira fase da Série D por conta do saldo de gols, o Moleque Travesso promete ser uma das principais forças do torneio. Além de se classificar pela primeira vez para sua segunda Série D seguida, a equipe do Norte tem um calendário oficial de competições durante todo o ano pela primeira vez no século.

Foto: Divulgação/GEJ

O Juventus nunca foi campeão ou vice da Copa SC.

Marcílio Dias

Com um ano bem semelhante ao do Juventus, o Marinheiro de Itajaí também tem a Copinha como único foco. Classificado para a Série D 2022, a Copa do Brasil é um objetivo condizente com o crescimento do Rubro-Anil, que bateu na trave em 2019, quando perdeu nos pênaltis para o grande rival, Brusque.

Foto: Bruno Golembiewski/CNMD

Marcílio Dias na Copa SC:

1 título (2007)
2 vice-campeonatos (2012 e 19)