Home Futebol Diretoria do Marcílio Dias avalia momento do clube

Diretoria do Marcílio Dias avalia momento do clube

Questões financeiras e do futebol foram o tema de coletiva de imprensa

por Luiz Mendes
0

Após a saída temporária do técnico Teco do Clube Náutico Marcílio Dias, a presidência do time do Vale do Itajaí participou de uma entrevista coletiva para esclarecer algumas dúvidas sobre a situação financeira do clube, novos reforços para o elenco e também a possível chegada de um novo treinador ao Marinheiro. O presidente Hercílio de Mello e o superintendente de Futebol Gelson Silva foram os protagonistas da coletiva realizada na sala de imprensa do estádio Doutor Hercílio Luz, o Gigantão das Avenidas, em Itajaí, na última terça-feira (3).

Salários e reforços

Questionado sobre a situação salarial dos jogadores do elenco do Marcílio Dias, o presidente Hercílio de Mello comentou que existe sim um atraso, mas que o clube está procurando a melhor maneira para ajustar essa situação. Além disso, ele ressaltou que os reforços chegarão de acordo com a necessidade do clube.

“Os salários realmente estão com um pequeno atraso e acredito que não seja novidade para ninguém a situação que o clube vem passando, assim como o Brasil em relação ao futebol. Mas estamos buscando novos recursos e novas rendas extras, e assim vamos buscar o que é de necessidade no momento para o Marcílio, pesando na Copa SC e na sequência”, destaca o presidente Hercílio.

Volta da torcida

Já em relação a situação financeira do clube, o presidente comenta que nos próximos meses o cenário pode ser totalmente diferente e, com isso, o clube pode ter uma melhora no quadro financeiro.

“Temos uma perspectiva de que na Copa SC a gente já venha a ter torcida e, com isso, podemos completar esse deficit que nós temos. Mas estamos diariamente, não só a diretoria, mas também nossos parceiros, trabalhando para regularizar”, ressalta.

Além disso, Hercílio também destaca que os salários não são apenas dos jogadores e que o clube tem outras responsabilidades financeiras, mas acredita que, assim como nos anos anteriores, toda diretoria conseguirá reverter a situação.

“Não arcamos apenas com salários dos jogadores. Temos custos com fornecedores, com o próprio estádio e também com a Federação Catarinense de Futebol. Cremos que vamos conseguir, assim como todo o nosso projeto que vem aí para o quinto ano. Sempre arcamos tudo e também cumprimos todos os compromissos e não vai ser dessa vez que vai acontecer algo diferente”, complementa.

Saída de Teco

Questionado sobre a saída temporária do treinador Carlos Alberto, o Teco, e se o clube estava preparado para essa baixa, o superintendente de Futebol, Gelson Silva, comenta que a diretoria sempre tinha conversas com o treinador, mas que não era esperado nesse momento a saída do profissional.

“Não contávamos com a saída dele (Teco) nesse momento, foi algo muito repentino. Agora quem assume é o interino Rogélio e vejo que ele está sim preparado para o próximo duelo da equipe”, ressalta Gelson.

Teco no comando do Marcílio Dias – Foto: Bruno Golembiewski/CNMD

De olho em um novo técnico

Em contrapartida, Gelson destaca que nessa semana em que Rogélio vai assumir o Rubro-Anil, a diretoria vai ter um tempo para ir atrás de outro treinador para substituir Teco.

“Optamos pela permanência do Rogélio nesse jogo para que nós tivéssemos um tempo adequado para fazer essa escolha do próximo treinador. O acordo que nós fizemos é que, depois da partida contra o Juventus, nós já possamos ter um outro profissional”, complementa.