Home FutebolAmador Fesporte e SES explicam sobre a retomada de práticas esportivas em Santa Catarina

Fesporte e SES explicam sobre a retomada de práticas esportivas em Santa Catarina

A portaria 441 aperfeiçoa o texto da portaria 386, desta forma, a retomada das atividades pode ser realizada de imediato.

por Lúcia Chaves
0

O presidente da Fundação Municipal de Esportes (Fesporte), Kelvin Soares e o superintendente de vigilância e saúde da secretaria de estado da saúde, Eduardo Macário, concederam entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira (28), sobre a retomada gradual e segura das práticas esportivas em Santa Catarina.

De acordo com Soares, o calendário de competições deve ter início a partir de agosto, após o inverno, para dar mais segurança aos participantes. “A partir de agosto terá um calendário muito condensado, normalmente é realizado em dez meses, esse ano será em quatro”, explica o presidente.

Macário frisa que a principal preocupação no momento é a redução de casos ativos e hospitalizados no estado. “É importante saber restringir as atividades na hora certa e diminuir as restrições também na hora certa. Existem algumas restrições para práticas em espaços fechados, pois é importante dar prioridade para locais abertos e com circulação de ar”, relata o superintendente.

Competições ligadas às federações estaduais podem retornar, mas devem receber autorização da Fesporte com antecedência. Soares explica como é o protocolo de liberação. “A federação interessada na realização do evento oficializa para a Fesporte juntamente com o protocolo que será aplicado na competição. Então passa pelo jurídico e automaticamente é informado a segurança sanitária”, ressalta o presidente.

Soares informa que banhos no vestiário e encontros após as partidas devem ser evitados, e que o importante é a prática esportiva para a saúde física e mental. Ressalta ainda que as fiscalizações continuarão sendo feitas para evitar aglomerações. “As fiscalizações devem ser continuadas e se o lugar estiver em desacordo com a legislação, o ambiente será autuado pelas autoridades” finaliza o presidente.