Home Basquete Árbitro catarinense vai apitar final do basquete masculino em Tóquio

Árbitro catarinense vai apitar final do basquete masculino em Tóquio

Jogo mais importante da categoria marca momento especial na vida de Guilherme Locatelli

por Álvaro José
0

O árbitro da Federação Catarinense de Basketball, Guilherme Locatelli, 39 anos, vive momento especial na carreira. Natural de Florianópolis, ele está escalado para apitar a disputa pela medalha de ouro nas Olímpiadas de Tóquio. O jogo da final será entre França e Estados Unidos e está marcado para esta sexta-feira (6), às 23h30, no horário de Brasília. Locatelli é o único árbitro brasileiro de basquete masculino nos jogos olímpicos.

Esta é a segunda participação de Locatelli nas Olimpíadas. Ele esteve presente também nos jogos do Rio em 2016. O primeiro jogo que Locatelli comandou nas Olimpíadas foi justamente o confronto entre Estados Unidos e França pela fase preliminar. Em 2019 o catarinense já havia apitado as quartas de final do Mundial entre as duas equipes. Na ocasião os franceses eliminaram os norte-americanos.

Locatelli acompanha parto de trigêmeos por vídeo chamada

Na quarta-feira (04), acompanhou o nascimento dos filhos trigêmeos através de chamada de vídeo. Ana, Eva e Antônio nasceram em Florianópolis. Tudo ocorreu dentro da normalidade tanto para Carolina Locatelli, a mãe que também jogou basquete e os bebês. No mesmo dia o catarinense foi escalado para apitar o jogo entre Eslovênia e França pelas semifinais do torneio olímpico.

A carreira

Guilherme Locatelli começou no basquete como jogador do Clube Doze de Agosto, da capital. Aos 14 anos foi convidado para apitar um torneio infantil e despertou interesse pela nova função nas quadras. Aos 19, definitivamente ingressou na equipe de arbitragem da Federação Catarinense de Basketball.